Skip to Store Area:

Loja Virtual

SILÊNCIO DO ENTARDECER - Ana Maria Marques Martins Teixeira

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

SILÊNCIO DO ENTARDECER - Ana Maria Marques Martins Teixeira

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$12,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

Ana Maria Marques Martins Teixeira, filha de José Bonifácio Martins e Antonia Marques de Sousa, nascida em 06 de janeiro de 1976 na Maternidade Dr. Francisco Araújo, na cidade de Ipu, vindo a residir no distrito denominado Fazenda Mirador, ou simplesmente Mirador. Aprendeu ler e escrever em casa, com seus irmãos João Evangelista Martins e Maria Edileuza Martins (in memorian). Ingressou na Escola Santo Antonio para cursar a 2ª série; a 3ª e 4ª séries foram cursadas na Escola Santa Maria, ambas na localidade de Mirador. O Fundamental II foi feito nas escolas estaduais Delmiro Gouveia e Mons. Gonçalo de Oliveira Lima. O Ensino Médio foi feito na E.E.E.M. Murilo Rocha Aguiar. E o curso que primeiro permitiu o contato com a docência, o Curso Normal/Pedagógico, no Patronato Sousa Carvalho. Todas essas instituições na sede do município de Ipu. Licenciou-se em Geografia na Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA e fez Pós - Graduação em História e Geografia no Instituto de Teologia Aplicada – INTA, ambas na cidade de Sobral- CE. Exerce a função de professora efetiva de Geografia na rede municipal e leciona as disciplinas de Geografia e Inglês, no Colégio Ipuense, que faz parte da rede particular.

Teixeira, Ana Maria Marques Martins Silêncio do Entardecer

ISBN: 978-85-8197-005-9 – Ed. Ixtlan 2012 1.

Poesia brasileira 2. Título. CDD B869.1



Esta pequena obra traduz o meu íntimo poético: são as palavras que tratam dos pensamentos em determinadas épocas e situações de minha vida. Eternizá-los por meio deste livro é um sonho que se concretiza, pois todos esses momentos aqui descritos perpassarão as fronteiras e o tempo. Estas páginas são para todos aqueles que possuem uma alma juvenil e têm sensibilidade, pois para estes os mais simples acontecimentos e situações exalam poesia. Todos que, como eu, veem beleza nas coisas mais simples da vida e dão significativa importância a todos os fenômenos sociais, naturais e suas relações e a todos os sentimentos que afloram, inexplicavelmente dentro de cada ser. Escrever é saber olhar com respeito e admiração tudo que existe no universo, é perceber não apenas o que é concreto, mas também, sentir e perceber aquilo que é abstrato.

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.