Skip to Store Area:

Loja Virtual

POSSE E PODER - Gilson Cordeiro

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

POSSE E PODER - Gilson Cordeiro

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$39,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

GILSON CORDEIRO

Nascido Gilson da Silva Cordeiro, no município de Antonina/PR em 05 de agosto de 1969. Reside atualmente em Juquiá/SP. É docente desde o ano de 1993 (há 26 anos) pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, e titular de cargo efetivo na disciplina de Língua Portuguesa e Literatura nas Unidades Escolares Profa. Alice Rodrigues Motta desde 2000 e acumula cargo na EE João Adôrno Vassão desde 2005. Também lecionou em escolas da Rede Privada até 2000.Em 2008, foi Diretor de Escola designado na EE Prof Oswaldo Florêncio- Juquiá/SP.

Bibliografia:

2014- "Amar e Viver" (poesia)

2015- "Antes Que o Dia Acabe" (poesia)

2016- "Saudade Sentida" (poesia)

2017- "Naquela Época" (contos e crônicas)

2017- "Enquanto é Tempo" (poesia) 

2018- "Na Linha da Vida" (poesia)

2019- "Quero Ser Livre" (poesia)      



O título "Posse & Poder" traz uma antologia de 21 textos entre contos, crônicas e reflexões que remete a temas diversos que vão de enredos reais e cotidianos a enredos surreais e por vezes oníricos, destes encontrados somente em nossos anseios, devaneios, desejos e sonhos. Apresenta em sua temática o foco narrativo e um texto intimista, onde o autor se coloca como personagem, como em "Visita de Mãe". Os textos em prosa estão separados por reproduções de fotos do próprio autor da obra, fazendo referências a locais em que o inspiraram à produção dos mesmos. A coletânea apresenta-se em ordem alfabética com exceção do conto que abre a série: "Posse & Poder" "Tudo era só felicidade como em um conto de fadas... Onde não há poder, nem posse! O Poder era só do Amor e a Posse era de poder amar...somente Amar." Após este conto-título a ordem segue de "A bebida azul" até o conto intimista: "Visita de Mãe": que fecha a obra.  

"Em um Reino distante, muito rico e poderoso, nasceu um bebê muito lindo, meigo e sorridente, chamado de Dylan. Veio ao mundo do amor e do casamento entre Sarah e Arthur. Viviam felizes até o dia em que Arthur sai à uma caçada com amigos e não retorna como de costume. Não se sabe de onde partira um tiro de caçador que ceifa sua vida. Trazido ao castelo onde morava, os seus súditos ficaram comovidos com tanta tristeza, pois Arthur era muito benevolente e atencioso com todos e com os problemas de seu reino: Astúrias."                           

GILSON CORDEIRO

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.