Skip to Store Area:

Loja Virtual

VERSOS DA FLOR - Bartira Barreto

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

VERSOS DA FLOR - Bartira Barreto

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$29,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

Versos da Flor – São Paulo/SP - Ed. Ixtlan, 2015

ISBN: 978-85-8197-390-6 1.Literatura brasileira 2.Poesias – 66 p.



Para que serve a Poesia? Para tudo e, ao mesmo tempo, para nada? Para embelezar a vida, lançar pontes de nossas apreensões, dilemas, iluminações, com o coração pulsante da raça, alcançando, com vivacidade, o Outro? O ato poético é único, singular e visceral. Traduz o estado da alma de quem o pratica e fornece ao seu criador um mundo alternativo e próprio, sem perder, entretanto, sua condição de voz de uma coletividade.

Assim, o poeta acaba por construir também os seus mitos, os seus monstros e a sua existência. A finalidade da literatura é ser ela mesma, atuar em seu campo, abrigar-se em si: Útil em seu mundo, inútil fora dele. O lírico detém a liberdade de expressão, vai além do seu tempo e lugar, como uma criança imersa na imaginação. O poeta realiza tamanha tarefa através das palavras, que materializa as inquietudes mais íntimas do seu ser. Por outro lado, o poeta também reflete o real. Mostra-nos quem somos, através dos olhos da alma. Desse modo, a estrutura literária pode ser entendida como um misto de fato e ficção, conteúdo e forma.

A literatura é apaixonante. Já, quem a realiza, um apaixonado. Amante da vida, onde quer que pulsem seres e coisas, o artista aí está, com seu olhar atento, ético, alertando possíveis desastres, suavizando as formas, procurando decifrá-las. E tal condição artística nos remete à Bartira Barreto, que respira e transpira poesia. Tive a oportunidade ímpar e o prazer de ter sido professora de Literatura Brasileira dessa jovem poeta, na Universidade Estadual de Feira de Santana. Sua paixão pelos versos provoca-nos uma comoção e um sentimento de crença na vida. Encho-me de orgulho. Ao ler os seus poemas, reflito e aprendo a observar melhor tudo o que está ao meu redor. No exercício da leitura de Versos da flor, os papéis se invertem: Quem é a professora? Quem é a aluna?

Assim, na condição de leitora/ receptora desta obra de Bartira Barreto, sinto-me grata pela oportunidade de ter sido convidada a mergulhar nesse oceano metafórico, onírico, belo e vital, que é o de Versos da flor. Na referida coletânea de poemas, Bartira Barreto contempla diversas temáticas, todas abordadas de forma crítica e sincera, a exemplo: Da esperança, força e fé na vida, da descoberta de si e do mundo, quando afirma em Confia, trabalha e espera, que “a vida é perfeita e Nela eu acredito”. Mesmo tomada pelo niilismo em Estreitos, e consciência da pequenez humana diante do Universo, em Gangorra. Bartira também exerce a metalinguagem e brinca com o labor dos versos. Deseja a liberdade de expressão e confecção do Soneto à sua moda, sem abandonar os moldes clássicos. Se, por vezes, o conteúdo de Versos da flor é atual, por outro lado, deixa transparecer sentimentos antigos, como o Amor. Amor pelos versos que faz, amor pela arte poética. Assim sente Bartira Barreto, a flor a ser desvendada e despetalada, como ela mesma nos sugere, na Introdução de seu livro. Se ela tem alguma pretensão nisto? Respondo a essa pergunta com as suas próprias palavras: “A pretensão? Nenhuma, apenas que meus poemas sejam lidos e espalhados por esse mundo”. Dessa forma, aos lermos os seus poemas, poderemos imortalizar Bartira Barreto, e fazer com que ela continue sempre andando, e buscando a essência das coisas para poder senti-las, como faz em Anúncio e Chocolate meio amargo. Essa jovem poeta nos ensina a viver profundamente a poesia, ou melhor, a viver incessantemente a própria vida, pois, como Bartira mesmo declara em Inspiração, “A vida é uma poesia ininterrupta”. Sendo assim, concluo afirmando que Versos da flor surgem no cenário literário baiano para nos alegrar, nos tornar seres pensantes e críticos, além de nos convidar a descobrir o sentido da nossa própria existência.

 

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.