Skip to Store Area:

Loja Virtual

EM DOIS TONS - Getulio Cardozo da Silva / Luzia de Oliveira Silva

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

EM DOIS TONS - Getulio Cardozo da Silva / Luzia de Oliveira Silva

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$26,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

Getulio Cardozo da Silva nascido em Mococa/SP, em 1952, é poeta, artista plástico e advogado. Luzia de Oliveira Silva, nascida em Espírito Santo do Pinhal/SP em 1957, é artista plástica e poeta. Apesar do sangue diferente dos textos, Luzia e Getulio são da mesma raça poética, masculino e feminino constituindo a seiva da mesma árvore. Não querem criar com sua arte ilusões tranquilizadoras, pois estão conscientes do desencantamento do mundo, dessa nau-manicômio em que nos esprememos. Esses dois poetas estão conscientes que dialogam com Orfeu num tempo indigente, que cortou o cordão do umbigo com o mito e a eternidade. 

EM DOIS TONS - Editora Ixtlan - São Paulo - 2016

ISBN: 978-85-8197-497-2 - 1.Literatura brasileira 2.Poesia - CDD B869.1 - 50p. - CORES




O mundo-empresa expulsou o místico e o poeta. Por isso procuram outros horizontes de significações: na fotografia, na ilustração, na notícia de jornal, na memória da infância, nas colagens. Oxalá que nessas frestas encontrem o endereço da rua perdida.  O panfleto, o protesto solitário, os faróis com os sinais de alerta, a bandeira das esquerdas hoje rotas, a marca do beijo fascista está no DNA lírico desses dois poetas.  Nesse sistema arterial de derrotas e ressurreição circulam esses poemas em forma de epígrafes, citações de rodapé, convocação para a luta, manchetes. Tentou-se eliminar dos poemas as excrescências, a eloquência de bacharel (pois basta a história com os seus truques), mas não o vigor das alegorias simbólicas, das coisas e pessoas evocadas pelo próprio nome, até que nos ouçam. Poesia repetida dia e noite, até que nos ouçam. 

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.