Skip to Store Area:

Loja Virtual

CONFISSÃO DE FÉ DE WESTMINSTER - Rev. J. A. Lucas Guimarães

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

CONFISSÃO DE FÉ DE WESTMINSTER - Rev. J. A. Lucas Guimarães

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$39,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

Confissão de Fé de Westminster: edição comemorativa com  reflexões de João Calvino

Organizado por José   Antônio Lucas Guimarães. – São Paulo: Ixtlan, 2016 - 132 p.

ISBN: 978-85-8197-534-4 - 1. Doutrina  2. Presbiterianismo  CDD 238



Não procurarei fazer uma apresentação histórica pormenorizada da Confissão de Fé de Westminster.[i] Basta, ao momento, constar que ela foi elaborada por mais de uma centena de teólogos e ministros do Evangelho durante um período de mais de cinco anos (1643-1649) na Abadia de Westminster, em Londres.

A própria elaboração da Confissão, tendo de um lado a “Assembleia de Teólogos de Westminster” e do outro o Parlamento Inglês, mostra que não é por acaso que ela permanece, por mais de três séculos e meio, como fiel exposição da Escritura Sagrada. Se em suas páginas apenas é destacada a verdade da Escritura, era impossível à mentira e ao engano do coração humano relegá-la ao esquecimento histórico!

Estamos diante de um documento que representa:

1. O esforço da igreja para estabelecer a verdade bíblica na cultura e no mundo em tempos difíceis – é incrível o discernimento que aqueles homens tiveram. Em tempos difíceis, buscam-se alternativas e rumos diversos; mas eles se esforçaram para enfrentar a adversidade através da direção bíblica para a igreja e sociedade. Julgavam que somente com a Palavra a igreja, o governo e a sociedade poderiam alcançar a equidade e a paz.

2. A fiel exposição da Sagrada Escritura – isso significa que houve fidelidade à Escritura para que fosse elaborada uma fiel exposição dela. Sendo exposição, a Confissão se destina ao sentido da visão sem deixar de lado a audição. O leitor deveria ver a doutrina bíblica exposta ao lê-la. É o esboço da doutrina do Senhor!

3. A expressão da espiritualidade cristã reformada – o atento leitor da Confissão perceberá que ela contém termos e expressões carregados de significados devocionais e teológicos. Eles formam a linguagem de nossa espiritualidade e definem o que pensamos e somos.

4. O amor à Palavra de Deus – a Confissão é, em seu conteúdo, um estudo bíblico. Sua intenção é estabelecer a Bíblia como manual de fé e prática, bem como referência à constante consulta, ao pleno estudo e à profunda devoção. É um agravo à Confissão de Fé a realização da leitura de seu conteúdo sem o estudo bíblico. Seu princípio é que todo o seu conteúdo deve ser verificado na Escritura. Não é por acaso que o Parlamento, ao receber a Confissão sem a companhia das referências bíblicas, a devolveu à Assembleia para que providenciassem, através das referências, a demonstração de que ali estava o seguimento à Palavra.

5. A busca pela verdade – o que se percebe no empreendimento que originou a Confissão foi a fuga do maligno amor à curiosidade, e o apego à simplicidade do Evangelho. Não poderia ser diferente! A verdade é encontrada quando nos apegamos à sua simplicidade. Uma das características da Confissão é a sua linguagem e conteúdo simples, contudo profundo e edificador.



[i] O texto da Confissão de Fé de Westminster segue a publicação da Editora Cultura Cristã (2005): ASSEMBLEIA DE WESTMINSTER. Símbolos de Fé: contendo a Confissão de Fé, Catecismo Maior e Breve. São Paulo: Cultura Cristã, 2005.

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.