Skip to Store Area:

Loja Virtual

AUTOMUTILAÇÃO: UM GRITO NO SILÊNCIO - Mario Bezerra da Silva

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

AUTOMUTILAÇÃO: UM GRITO NO SILÊNCIO - Mario Bezerra da Silva

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$29,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

O autor é detentor da obra Obscuridade da Mente Humana, a linha da loucura, a realidade com suas formas compostas de personalidades, pela editora TereArt, em 2012. Mestre em Comportamento Social e Meio Ambiente pela University Internacional Open Courses, com especialização em Conglomerado Urbano e Pós – Graduações “Lato Sensu” em Direito penal e Processo penal pela Escola Superior de Advocacia do Rio de Janeiro – ESA/RJ e Perícia Criminal pela Universidade Castelo Branco no Rio de janeiro com especialização em Perícia Judicial Criminal Forense. Graduado em Direito pela Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas no Rio de Janeiro, obtendo o grau de Bacharel em Direito. Obtêm várias publicações em revistas eletrônicas com artigos científicos, questionando as necessidades jurídicas, colaborando para uma ampla visão social nos meios de produções e compartilhando no desenvolvimento de uma educação sem distância onde o importante é a pessoa sem a qual não existiria.

 

AUTOMUTILAÇÃO: UM GRITO NO SILÊNCIO - A busca humana do diferente – São Paulo/SP Ed. Ixtlan, 2013

ISBN: 978-85-8197-118-6 - 1.Ensaios 2.Automutilação 3.Título - CDD B869 - 120 p.



Ao longo da história da civilização, em todas as culturas, homens e mulheres decoram suas peles e alteram seus corpos por muitas das mesmas razões que as pessoas dizem ter hoje para sentirem-se melhor, mais bonitase sexualmente atraentes; ora buscando aprovação do status social ou participação tribal em testar a resistência e capacidade de suportar a dor, para intimidar os inimigos, livrar do mal ou doença, ou simplesmente para punir.O fenômeno da automutilação como processo de um corpoescrito na forma de sua subjetividade no campo da realidade, firma-se na forma de individualizar ao sujeitar algo na perspectiva de superar alguma dicotomia. Quando não há distinção entre o que está “dentro” ou “fora” do indivíduo, esses conceitos comunicam com práticas solidárias as culturas, ao longo da história da humanidade, pessoas decoram suas peles e alteramseus corpos pelo simples fato de se sentirem melhor ou se tornarem mais bonitas e sexualmente atraentes com perspectivas de serem inseridos aos grupos ou fazer parte deles.

O tema de “Automutilação, um grito no silêncio” procura nas vivências de alguns personagens mensagens ocultas que nos levam a perceber o quanto todos são iguais e diferentes em suas composições e formas de ação, tendo como plano de fundo um só objetivo: o ser vivo, o qual desenvolve um comportamento cíclico compartilhado em êxtase por toda humanidade, numa produção global com males e dificuldades a serem vencidas por todos.  

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.